Loading

Profana ação (exercício de poesia 3)

Quando menos se espera, 

uma chuva de mensagens!

Atenção que deixa comovido!

Bom dia, boa tarde, boa noite!

Como está, o que tem feito?

 

Quando menos se espera, 

aquela coisa explícita!

Claro sinal de um encontro!

Atenção que satisfaz!

Até demais (nunca é demais!)

 

Nada é eterno, temos certeza!

Mas a gente pode fingir

que não sabe disso!

Então, pra quê dar uma de santo?

Se essa alma quer reza, 

vamos nos ajoelhar! E rezar!

 

(Jorge Abreu)